Temas - Impunidade


Cartilha de Segurança Contra Atos Terroristas nas Olimpíadas

Atenção, abrir em uma nova janela. PDFImprimirE-mail

O Ministério da Justiça, através da Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos (Sesge), promoveu estratégia inteligente com o intuito de auxiliar no combate a possíveis atos terroristas durante as Olimpíadas/2016 no Brasil.
Cerca de 1000 funcionários que trabalham em hotéis no Rio de Janeiro participaram de treinamento presencial e on line com o objetivo de identificar situações suspeitas e em seguida, através de aplicativo em celular, acionar equipe policial para pronta resposta.
A ideia é enxergar a fumaça antes do fogo.
Diariamente, muitos crimes graves são evitados no Brasil graças ao fone 190, que recebe ligações de munícipes narrando pessoas em atitude suspeita. Recentemente, fiquei sabendo que um porteiro de prédio na zona oeste de São Paulo desconfiou de um homem parado no ponto de ônibus, que, constantemente levava a mão à cintura, como se estivesse ajeitando arma de fogo. O profissional de portaria não teve dúvida, ligou para a polícia e narrou com detalhes sobre sua suspeita. Rapidamente uma viatura chegou no local e os policiais realizaram busca pessoal, vindo a localizar revólver escondido nas vestes do elemento detido.
A prisão desse marginal pode ter evitado um assassinato, por exemplo, ou arrastão a condomínio,
Os colaboradores treinados no Rio de Janeiro terão essa função, ou seja, se pressentirem qualquer possibilidade de perigo acionarão, prontamente, as forças policiais antiterror.
Portanto, acho de suma importância que o leitor tenha ciência das principais dicas de segurança para identificação de suspeito que possa estar carregando arma de grosso calibre, pacote ou bolsa que contenha explosivos:

  1. Atenção redobrada com pessoas que usam trajes incompatíveis com o clima. Imagine alguém usando jaqueta grande e grossa ou sobretudo em dia muito quente.
  2. O porte de arma de fogo não é algo simples. Se for uma metralhadora, carregá-la embaixo das vestes não é uma tarefa das mais fáceis. Fique atento se o suspeito apresentar dificuldades no andar ou mantém um dos braços fixos, como se tivesse sustentando algum objeto de forma escamoteada.
  3. A falta de naturalidade pode denunciar alguém que queira praticar ato criminoso. Imagine uma pessoa que anda de um lado para o outro, com postura rígida demais e olhando para diversos ângulos. O que será que ele está tramando?
  4. Terroristas, antes de executarem os atentados, precisam realizar todo o planejamento da ação. Por isso, misturam-se entre as demais pessoas com o intuito de analisar o risco. Vamos imaginar alguém com um um celular tirando fotos das câmeras de segurança ou de locais de acesso proibido. Pode ser um sinal de alerta que deve ser checado pelas autoridades.
  5. Não toque em bolsas, malas ou embrulhos abandonados nas ruas ou até mesmo em lojas ou metrô. Faça contato com a polícia imediatamente.
  6. Outra atitude considerada suspeita, é alguém carregando mala ou bagagem mais pesada do que aparenta.
  7. Malas, bolsas ou pacotes com fios expostos ou manchas aparentes podem representar perigo.
  8. Odor estranho em algum pacote abandonado pode significar presença de arma química.
  9. Cautela com pessoas que suam em demasia e não tiram as mãos dos bolsos da calça, blazer ou jaqueta. É importante perceber que quando alguém vai fazer algo errado ou até mesmo mentir, não consegue ter naturalidade em se comportar.
  10. Ao pressentir qualquer possibilidade de perigo no seu cotidiano, acione, imediatamente, a polícia militar através do fone 190 para verificação da pessoa em atitude suspeita.

É muito mais fácil e tranquilo para a polícia lidar com situações onde o marginal ainda está na fase de “atos preparatórios” do que ter que agir depois de iniciada a execução do crime.

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar